Presidente Ramos-Horta pode resignar-se dentro de horas

>> 20090909

Ramos-Horta ameaça demitir-se da presidência da República se até às 17:00 horas (hora de TL), hoje, 9 de Setembro, o Parlamento Nacional não reconsiderar a decisão tomada ontem, dia 8/9, de não o autorizar sair do país para efectuar visita oficial à Alemanha, Dinamarca e Estados Unidos da América (Nova Iorque e Boston).

Numa rara decisão do Parlamento Nacional os deputados vetaram a saída do Presidente da República do país até que Ramos-Horta esclareça cabalmente os preceitos legais que sustentaram a autorização da soltura do criminoso de guerra Martenus Bere, autor do massacre de Suai, onde foram chacinadas centenas de pessoas refugiadas na Igreja de Suai, de entre os vitimados se encontravam dois sacerdotes católicos - um timorense e outro indonésio.

Dada a gravidade da situação política decorrente do veto do Parlamento Nacional à viagem ao estrangeiro do Presidente da República, o vice-Presidente do PN, Vicente Guterres – na ausência do Presidente do PN, Fernando Araújo Lasama – reuniu-se de urgência com o Primeiro-ministro Xanana Gusmão.

4 comentários:

Anónimo,  quarta-feira, 9 de setembro de 2009 às 02:38:00 WEST  

La vamos nos outra vez para mais uma crise? E a Fretilin? A esfregar as maos de contente?

Espero que o bom senso prevaleca nesta questao.

Anónimo,  quarta-feira, 9 de setembro de 2009 às 04:00:00 WEST  

Esperemos que nao seja nada. O POVO ja esta farto de sofrer.

Anónimo,  quarta-feira, 9 de setembro de 2009 às 10:55:00 WEST  

A pouca disposição em fazer cumprir a Lei em Timor reflete no seu fraco parlamento

Margarida Az quarta-feira, 9 de setembro de 2009 às 13:43:00 WEST  

Força Timor-Leste! Estamos solidários! Vocês vão superar estes obstáculos com a nobreza a que nos têm habituado!
Abraço com muita amizade!
Margarida Azevedo

Enviar um comentário

  © Blogger template Simple n' Sweet by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP