A extraordinária riqueza da vida marinha em Timor

>> 20090802

"Sydney, 01 Ago (Lusa) - A recente descoberta de um santuário de vida selvagem subaquática na costa de Timor-Leste está a atrair a atenção de cientistas internacionais e pode levar o país a criar um novo pólo de desenvolvimento na observação de mamíferos marinhos.

Segundo cientistas do Instituto Australiano de Ciéncias Marinhas, foi observada, durante pesquisas aéreas, uma grande abundância de mamíferos aquáticos ao largo de Timor-Leste, como centenas de golfinhos e diversas espécies de baleias.

Algumas das espécies descobertas na região são consideradas ameaçadas, como a baleia azul, o maior animal vivo no mundo." (Giovana Vitola | LUSA )

6 comentários:

Anónimo,  segunda-feira, 3 de agosto de 2009 às 16:32:00 WEST  

http://www.cienciahoje.pt/index.php?oid=33769&op=all

Abundância de vida marinha
atrai cientistas a Timor Leste
2009-08-01


Abundância de mamíferos marinhos poderá estar relacionada com a existência de corredores aquáticos na região
Abundância de mamíferos marinhos poderá estar relacionada com a existência de corredores aquáticos na região
A recente descoberta de um santuário de vida selvagem subaquática na costa de Timor-Leste está a atrair a atenção de cientistas internacionais e pode levar o país a criar um novo pólo de desenvolvimento na observação de mamíferos marinhos.


Segundo cientistas do Instituto Australiano de Ciéncias Marinhas, foi observada, durante pesquisas aéreas, uma grande abundância de mamíferos aquáticos ao largo de Timor-Leste, como centenas de golfinhos e diversas espécies de baleias.

Algumas das espécies descobertas na região são consideradas ameaçadas, como a baleia azul, o maior animal vivo no mundo. "O que torna Timor Leste único é que o país possui um período do ano (de Abril a Novembro) em que uma incrível diversidade de espécies de cetáceos aparece", disse um dos principais cientistas da operação, Mark Meekan.

Uma das razões para haver uma grande quantidade de espécies em redor do país poderá estar relacionada com a existência de corredores aquáticos na região, que acabariam por conduzir os animais para uma concentração única.

Mark Meekan realça a incrível diversidade
de espécies de cetáceos
Mark Meekan realça a incrível diversidade
de espécies de cetáceos
No entanto, segundo Meekan, ainda são precisas mais pesquisas para descobrir por que os animais de concentram no local e se este corresponde a uma rota anual de migração.

De acordo com o Governo timorense, será necessário assistência internacional para preservar a área e desenvolver o ecoturismo no país mais jovem da Ásia. Para o Ministro da Agricultura e Pesca do Timor Leste, Mariano Sabino, a ajuda internacional será essencial, embora não exista ainda um orçamentoPrevê-se que o financiamento venha do Banco de Desenvolvimento Asiático, da Iniciativa dos Triângulo dos Corais e de outros doadores estrangeiros.

Curt Jenner, diretora do Centro australiano de Pesquisas com Baleias, considera que o projecto de um parque marinho em Timor-Leste é também uma oportunidade para ajudar a reduzir o desemprego no país e contribuir para a economia com o ecoturismo. "A descoberta mostra que se turismo e ciéncia podem ajudar a proteger essas poucas áreas existentes no planeta, a combinação é perfeita", declarou.

Observar as baleias

O instituto marinho australiano recomendou que o Governo timorense promova a observação de baleias e conduza mais estudos para identificar o caminho migratório destes mamíferos. Timor-Leste é um dos poucos lugares no mundo com tamanha diversidade e quantidade de grandes mamíferos marinhos, devido à sua geografia invulgar e isolamento.

O Triângulo dos Coráis é a região marinha
mais diversa do mundo (créditos WWF)
clique para ampliar o mapa
O Triângulo dos Coráis é a região marinha
mais diversa do mundo (créditos WWF)
clique para ampliar o mapa
Outra descoberta marinha recente veio do Fundo de Conservação da Vida Selvagem (WWF, na sigla em inglés) que, com a ajuda de satélites, produziu mapas revelando de forma inédita a vida das tartarugas marinhas no Triângulo dos Coráis, que inclui Timor Leste, Ilhas Salomão, Malásia, Indonésia, Filipinas e Papua Nova Guiné.

Os mapas mostraram pela primeira vez os diferentes ciclos de vida, rotas migratórias, procura por alimentos e locais de aninhamento das tartarugas, além de identificar as áreas que precisam de mais protecção.

O Triângulo dos Coráis é a região marinha mais diversa do mundo, possuindo seis das sete espécies de tartarugas aquáticas existentes.

Anónimo,  segunda-feira, 3 de agosto de 2009 às 18:35:00 WEST  

Já no final de Dezembro de 2008 apareciam notícias: http://umalulik.blogspot.com/2008/12/descoberto-ponto-de-encontro-de-baleias.html

O jornal Público, por exemplo, deu-a à estampa a 03 de Janeiro deste ano: http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1354825

Anónimo,  terça-feira, 4 de agosto de 2009 às 05:11:00 WEST  

A riqueza nos mares de Timor nao se limita a vida marinha mas pelos vistos a tesouros de navios piratas naufragados tambem.

"From The Sunday Times
August 2, 2009

Dive duo home in on pirates’ sunken £50m

Allan Hall in Berlin and Dewi Loveard in Jakarta

A French pirate ship, that preyed on rich merchant vessels in the seas around Indonesia in the early 19th century, has been tracked down by a German treasure hunting duo who believe it may have a cargo of gold on board worth more than £50m.

Martin Wenzel and Klaus Keppler estimate that the ship had been carrying a cargo of two tons of gold. Its value would far exceed their haul from a sunken British buccaneer, the Forbes, last December which yielded silver worth close to £7m.

Much depends on the gold coins aboard the new wreck off East Timor and their rarity, plus any additional riches which the raider may have picked up on her travels in the early 1800s.

“I can’t tell you its location for obvious reasons but we are very excited,” said Wenzel, 42, a self-made millionaire from former East Germany.

“We think we know where it lies exactly, near East Timor. We’ve found clues in shipping archives about its cargo of gold. But we don’t yet have the salvage licence. They are extremely expensive and the political situation there is difficult.”...


http://www.timesonline.co.uk/tol/news/world/asia/article6736083.ece

jbdigit quarta-feira, 9 de setembro de 2009 às 16:18:00 WEST  

Boas,

Estive em Timor durante 15 meses e desde que cheguei que me apaixonei pelo mergulho e pelas Aguas Timorenses.

Tenho publicado alguns artigos em revistas de mergulho nacionais e internacionais pois é um tesouro mundial que deve ser preservado e divulgado.

Fica aqui um pequeno video para vos abrir o apetite e o link para encontrarem fotos inesqueciveis.

http://jbcocoloco.hi5.com

http://www.youtube.com/watch?v=23D4LXfYb9E

Cidalia da Cruz segunda-feira, 11 de junho de 2012 às 09:01:00 WEST  

Timor-Leste tem muita riqueza marítima. O que ainda falta é saber cuidada-la para não cair na extinção.

Mar de timor è "Mar Meu".

Cidalia da Cruz segunda-feira, 11 de junho de 2012 às 09:04:00 WEST  

Timor tem muita riqueza marítima. O que falta é saber cuidada-la para não cair na extinção.

Mar de timor é "Mar Meu".

Enviar um comentário

  © Blogger template Simple n' Sweet by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP