Dedicada ao anónimo do polegar

>> 20100414

Pobre mas com orgulho.  

Este senhor não gosta de ser fotografado e não costuma aceitar menos do que um dólar por pessoa. 
Um dia, após ter recolhido uma boa maquia, foi para casa. E ironia das ironias, foi roubado pelos sobrinhos.
Não sei se a história é verdadeira mas foi assim que a recebi.

3 comentários:

Margarida Alegria quarta-feira, 14 de abril de 2010 às 13:01:00 WEST  

Pode ou não ser uma história verdadeira. Mas a necessidade e o sofrimento deste homem, esses, são de certeza verdadeiros, independentemente dos detalhes das suas peripécias.
Nota-se isso nesta foto, mas sobretudo na anterior,"antológica",do seu rosto, que acabei de comentar em pormenor.
Continua a tua jornada por terras de Timor e pelos retratos do seu povo, com este poder de observação, Margarida (pelo menos nos momentos que tiveres de lazer).
E nunca quebres a espontaneidade do que optas por fotografar. Cada fotografia é um fragmento de vida escrito no Tempo.É um milagre podermos depois rever esses momentos. E milagre maior, para quem não os viu "ao vivo",poder ter acesso a esses instantes, como estamos a fazer aqui, neste blogue.
Um abraço e obrigada!

Margarida Az quinta-feira, 15 de abril de 2010 às 14:31:00 WEST  

Xiiiii!!!! Obrigada, MJOY! Pôxa ... Queres deixar-me engasgada? :)))

Darei o meu melhor, essa é que é ... Fico sempre dividida entre querer mostrar e partilhar tudo e o saber como o fazer, apropriadamente. Assim, agradeço-te o teu apoio, atenção, dedicação e críticas. Tal como ao anónimo do polegar.

Muitos beijinhos, querida amiga!

Enviar um comentário

  © Blogger template Simple n' Sweet by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP