Boa viagem, Lhasa!

>> 20100104


4 comentários:

Anónimo,  segunda-feira, 4 de janeiro de 2010 às 19:44:00 WET  

Muito interessante. De que se trata?

Anónimo,  terça-feira, 5 de janeiro de 2010 às 01:52:00 WET  

Bem que me parecia que a questão era mímica... quantas crianças morreram de fome hoje? Luto por elas?

Margarida Az quarta-feira, 6 de janeiro de 2010 às 03:05:00 WET  

Mímica? É provável que as coisas nos afectem por serem parecidas com alguma realidade nossa ... Contudo tal não obsta a que nos revoltemos e façamos tudo o que nos é possível para contrariar os elevados números da mortalidade no mundo.

A falta de solidariedade e sensibilidade é uma das maiores pragas que para aí andam, tal como o cancro e a cobardia típica de quem por aqui comenta hostilmente sem dar a cara.

Mesmo assim, não lhe desejo que passe o que passou esta mulher ou outras que refere como 'mimos'. É que o cancro, não é mimo nenhum ...

Ao anónimo que considera uma manifestação de luto como algo 'muito interessante', só pode estar a brincar ... e nesse caso, suponho que terá uma vida repleta de momentos de interesse.

Margarida Alegria quarta-feira, 6 de janeiro de 2010 às 20:45:00 WET  

(Boa resposta, M., subscrevo!)

"Caro" anónimo (suponho que será o mesmo em ambos os comentários): se está tão preocupado com as crianças que morrem de fome, diga então o que fez de concreto nos últimos tempos para o impedir? É fácil generalizar, para depois acabar a não ajudar ou sequer fazer luto por ninguém, quer mais famoso quer mais distante e anónimo.
Qualquer morte merece respeito, quer seja de pessoas "em massa", quer de alguém "individualmente" mais conhecido. Uma vida humana é sempre uma vida.
Fazer o luto por um, não implica o ignorar dos anónimos.
Para dizer com franqueza, o único anónimo que talvez não mereça o nosso respeito será precisamente este/a (s) que aqui comenta(m) desta forma despudorada.

Enviar um comentário

  © Blogger template Simple n' Sweet by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP