Avian Influenza/ Gripe das Aves - Todo o cuidado é pouco ...

>> 20080430

(clicar na imagem para ampliar ou ler na fonte)

Read more...

Energia alternativa e sustentável...

>> 20080429

Read more...

Maternidade Rainier III em SAME - Timor-Leste

>> 20080422

(photo credit: Martine Perret, UNMIT/DPI)


Timor-Leste -19 April.


The Prince Rainier III Maternity Clinic in Same District was inaugurated by H.S.H. Prince Albert II, Prime Minister Xanana Gusmao and FPCD Executive Director, Claudia Abate.


Later the same day, H.S.H. Prince Albert II, Prime Minister Gusmao, FPCD Executive Director Claudia Abate, President of Fundacao Xanana Gusmao, Joao Saldanha and Youth Leader Amale, inaugurated the Becora Youth Center, supported by the UN 1 % for Development Fund in New York and Monaco's Peace and Sport Organization.


Read more...

Educação Inclusiva

>> 20080421

...

"Educação inclusiva é uma abordagem de desenvolvimento das necessidades de aprendizagem para todas as crianças, jovens e adultos, especialmente aqueles que são vulneráveis à marginalização e exclusão. O princípio da educação inclusiva foi adotado na Conferência Mundial sobre as Necessidades Educativas Especiais: acesso e qualidade (Salamanca, Espanha, 1994), reafirmada no Fórum Mundial de Educação (Dacar, Senegal, 2000) e apoiada pelas Regras Básicas das Nações Unidas em Igualdade de Oportunidades para Pessoas Portadoras de Deficiências.

Focalizando a promoção dos valores universalmente compartilhados e a diversidade culturalmente sensível dos contextos e métodos educacionais, a UNESCO está trabalhando para promover educação de qualidade como um direito fundamental para todos tratando sobre uma grande variedade de temas, dos quais inclui o respeito pela diversidade cultural e lingüística.

Baseado nos princípios estabelecidos na Declaração Universal sobre Diversidade Cultural, adotada pela Conferência Geral da UNESCO, em sua 31ª. Sessão, em 2 de novembro de 2001, a Organização se compromete em apoiar os Estados Membros que desejam encorajar a diversidade lingüística e o respeito pela língua materna em todos os níveis educacionais; e quando possível, promover por meio da educação a conscientização do valor positivo da diversidade cultural e fazer total uso de métodos culturalmente apropriados de comunicação e transmissão de conhecimento. A busca atual pela educação de qualidade está inextricavelmente ligada aos processos e impactos da globalização. Leia mais (em inglês) (em francês)"

Fonte: UNESCO Brasil


Temas relacionados:

Read more...

UNESCO mostra que 77 milhões de crianças no mundo estão fora da educação primária

...

O número de crianças que deveriam estar na educação primária mas ainda estão fora da escola diminuiu entre 1999 e 2004 em torno de 21 milhões, sendo atualmente de 77 milhões no mundo inteiro. Apesar da queda, o número ainda é considerado alto e inaceitável. O ensino na primeira infância é o tema do Relatório do Monitoramento Global Educação para Todos 2007 da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), que será divulgado hoje (26), em Brasília.

A África Subsaariana, o Sul e Oeste da Ásia são as regiões com a maior concentração de crianças fora da escola, segundo a Unesco. Dois fatores são comuns a essas crianças: moram em área rural e suas mães têm baixa escolaridade.

“Os governos precisam urgentemente identificar os grupos de crianças com maior probabilidade de nunca se matricularem na escola, bem como aquelas que a abandonam”, adverte o relatório da Unesco.

Read more...

VIOLENCE AGAINST WOMEN

>> 20080420


NEW FILM SERIES TAKES ON CULTURE OF SILENCE ON VIOLENCE AGAINST WOMEN


First Global Broadcast — Women on the Frontline — Presented by Annie Lennoxon BBC World, 18 April 2008 at 1930 GMT

United Nations, Geneva, 17 April 2008 — This is an unfortunate anniversary.

Fourteen years ago, in April 1994, news got out that ethnic violence in Kigali was spreading throughout Rwanda. Since then, the world community has struggled to explain how the genocide of 800,000 people happened in full view, but less discussed is the ongoing impact of the rape and other forms of sexual violence committed against hundreds of thousands of women.

Violence against women is the theme of Women on the Frontline, a series of seven films being broadcast for the first time tomorrow Friday night by BBC World at 1930 GMT to about 300 million households to help peel away the silence surrounding the brutality of gender-based violence that crosses all borders.

“Violence against women threatens the lives of more young women than cancer, malaria or war,” said Annie Lennox, the British singer who presents the series of investigative reports. “It affects one in three women worldwide. It leaves women mentally scarred for life, and it is usually inflicted by a family member.”

Unfortunately, when it comes to war, the use of rape as a weapon continues.
In Rwanda, according to the Geneva Centre for the Democratic Control of Armed Forces, up to half a million women were raped during the 1994 genocide.
In Sierra Leone, a reported 50,000-64,000 internally displaced women have experienced sexual violence at the hands of armed combatants.

In a recent survey, more than half of all women in Lofa County in northern Liberia experienced at least one incident of sexual violence during the 1999-2003 conflict. While 90 percent of these women experienced at least one incident of physical violence and almost half of the women reported more than four instances in which they were required to have sex for favours.

During the current post-election conflict in Kenya, which has killed over 1,000 people and displaced more than 200,000, the Nairobi Women’s Hospital and the Coast General Hospital in Mombasa reported a two- to threefold increase over the previous year in the number of women and children seeking treatment for sexual assault, especially gang rapes by men.

“Even where there is no war, women’s bodies continue to be battlegrounds,” said Thoraya Ahmed Obaid, the Executive Director of UNFPA, the United Nations Population Fund. “Women and girls are at risk of violence when carrying out essential daily activities — within their homes, or while walking, taking public transport to work, collecting water or firewood. Demanding the end of violence against women is about protecting human rights and ensuring that women live in safety and dignity.”

According to UN figures, at least one in every three women worldwide is likely to be beaten, coerced into sex or otherwise abused in her lifetime, and one in five women will become a victim of rape or attempted rape. Trafficking, sexual harassment, female genital mutilation, dowry murder, “honour” killings and female infanticide are also part of the problem.

“The gaps in addressing violence against women are in terms of political will, resources and the strong involvement of men and boys in insisting on zero tolerance. If we can’t put an end to the pandemic of violence against women, we can’t achieve any of the other agreed goals: development, equality or peace,” said Joanne Sandler, acting Executive Director of the United Nations Development Fund for Women (UNIFEM).

The UN Secretary-General has acknowledged the depth of the problem by launching a multi-year campaign eight weeks ago to eliminate violence against women and girls. Throughout the UN, a number of agencies are involved in various aspects of fighting violence against women.
In Mauritania, as shown on Women on the Frontline, women should not have boyfriends. If women are raped, they are considered at fault and imprisoned.

"We found girls who said they had been raped and who were being sent to prison for the simple reason that there was no tangible proof of this violence,” said Zeinabou Mint Taleb Moussa, a lawyer who heads the Mauritanian Association for Maternal and Child Health. “I would prefer them to go through the justice system or even better, I would prefer that the boys are arrested and the girls are recognized as victims.”
Women on the Frontline highlights the violence women must still endure in their daily lives and how they cope with it. The seven countries featured are Austria, Colombia, Democratic Republic of the Congo (DRC), Mauritania, Morocco, Nepal and Turkey.

A number of UN agencies, including UNFPA and UNIFEM, donor countries such as Austria, non-governmental organizations and other partners provided information and support for the investigative reports.“On the Frontline has gone behind the lines with rebels and filmed among violent street gangs but this time we’ve taken the frontline mostly into the home, where even after 20 years in production, I’m still shocked to see how many obstacles lie between women and equality, and the violence they must still endure,” said Robert Lamb, Executive Director of the series.

The seven films cover Nepal, where thousands of women are trafficked each year; Turkey, where killing in the name of honour continues; Morocco, where women political activists who have survived torture and imprisonment testify before a government truth and reconciliation commission; the DRC, where women bear the brunt of a 10-year war in the eastern provinces; Colombia, where women have been tortured in the shadow of a guerilla war; Mauritania, where women who have been raped may go to prison; and Austria, where, under a new law, perpetrators of domestic violence are forced to leave home.

For more information, see the series brochure. Consult the broadcast schedules on dev.tv and BBC World.

Media Inquiries:UNFPA Geneva: Leyla Alyanak+41 79 687-6056, alyanak@unfpa.orgUNFPA New York: Christian Delsol+1 212 297-5032 or +1 917 402-3584, delsol@unfpa.org UNIFEM: Nanette Braun+1 212 906-6829, nanette.braun@unifem.orgdev.tv and for B-roll: Eva M. Triano+41 22 909-1240 or +41 76 344-2889, eva@dev.tv

Read more...

I AM A WOMAN - DÍLI ALLSTARS

‘I AM WOMAN’
MUSIC TO HELP HEAL THE WOMEN AND CHILDREN OF TIMOR-LESTE

‘I Am Woman’ - a CD produced to help heal women and children of Timor-Lest was officially launched at 8th April, as a national Mothers Day Appeal, at the State Parliament of Victoria by Rob Hudson MP, Chair of the Balibo House Trust and Paul Stewart, (brother of Tony Stewart - one of the Balibo Five killed by Indonesian troops in 1975).

"The deaths of Timorese women and their children from preventable diseases is unacceptably high,” said Rob Hudson.

The vital funds raised in this national campaign will contribute toward improving women and child health at the Bairo Pite Clinic, a respected medical community clinic that sees more than 300 patients per day in Dili, Timor-Leste - the world’s newest nation.

The new CD called ``HAU ABUT'' (I am Woman) which was produced by Paul Stewart, is the latest music compilation created by the Dili Allstars to raise awareness of the plight of Timorese women and children and contribute much needed funds toward improving their health.

Long-time activist and supporter of Timor-Leste, Stewart said, “my blood is in the soil along with that of thousands of East Timorese. Since meeting Timorese musician Gil Santos (who lost his father on the same day that I lost my brother), I have been inspired to walk side-by-side with the people of the former Portuguese colony in their struggle for liberation and independence.”

With a strong social conscience and having used music to highlight the problems faced by the Timorese to push for international justice on their behalf, the Dili Allstars are a testament that music can influence the struggles of oppressed peoples and bring hope to a poor nation torn apart by war and violence.

Foundation for the Peoples of Asia and the Pacific Ltd (AFAP) – (02) 9906 3792 or online via the AFAP website at: www.afap.org




video

Read more...

A Commercial for Compassion

>> 20080419


Read more...

Feira do Livro Português 2008 em Díli

>> 20080418

Vai decorrer, entre os dias 19 e 30 de Abril, no edifício adjacente ao Ministério da Educação, a Feira do Livro em Português, uma iniciativa conjunta organizada pela Embaixada de Portugal em Díli, pelo Ministério da Educação de Timor-Leste, pelo IPAD - Instituto Português de Apoio ao Desenvolvimento e pelo ICA – Instituto Camões, em colaboração com a Embaixada do Brasil, a RTP - Rádio e Televisão Portuguesa, a UNTL, Universidade Nacional de Timor Lorosa’e e o Arquivo e Museu da Resistência Timorense. Conta ainda com o apoio da Caixa Geral de Depósitos, da Timor Telecom, da ENSUL, do Hotel Timor, da Fundação Oriente, da Fundação Mário Soares e da Timor MegaTours. Para além da exposição e venda de livros, que decorre da parte da tarde, entre as 14h00 e as 18h00, a Feira do Livro em Português integra uma série de iniciativas, conforme consta do programa :


Actividades / Horário Geral de Funcionamento

DIA 19 – Sábado 10h30 – Cerimónia oficial de Abertura• Grupo de Dança e Musica Kakusan Camea;• Actuação Musical de Sandrina Azóia
14h Abertura ao Publico
16h – Conferência e Apresentação do livro:Requiem para um Navegador Solitário
Autor: Luís Cardoso
Local: Salão da Feira

DIA 20 – Abertura 10h – Actuação da Escola Portuguesa
14h Abertura ao Publico
14h30 – Actuação Musica - Arte MorisLocal: Salão da Feira
16h – Conferência e apresentação do livro: Timor na 2ª Guerra Mundial: As crónicas do Tenente Pires
Autor: Prof. Doutor António Monteiro Cardoso

DIA 21 – Das 9h às 12h – Actividades permanentes destinadas às Escolas
14h Abertura ao Publico
14h30 – Actuação do Grupo Foin Sa`e Culau Local: Salão da Feira
16h – Conferência e Apresentação do livro: Timor – Leste, interesses Internacionais e actores locais
Autor: Prof. Doutor António Barbedo de Magalhães
Local: Auditório no Liceu Francisco Machado, UNTL

DIA 22 – Das 9h às 12h – Actividades permanentes destinadas às Escolas
14h Abertura ao Publico
14h30 – Actuação do Grupo Musical Bemori
Local: Salão da Feira
16h – Conferência e Apresentação do livro Madre Cacau
Autor: Pedro Rosa Mendes
Participante Especial: Luís Cardoso

DIA 23 – Das 9h às 12h – Actividades permanentes destinadas às Escolas (ver *)
14h Abertura ao Publico
14h30 – Actuação do Grupo Musical Remack StickLocal: Salão da Feira
15H – Videoconferência com o escritor João Pedro Méssender
Local: Banco Mundial
16h – Conferência Timor – Leste, que futuro?
Participantes: Luís Cardoso, António Monteiro Cardoso, AntónioBarbedo de Magalhães, Pedro Rosa Mendes e Abe Barreto
Local: Auditório do Liceu Francisco Machado, UNTL

Actividades Permanentes • Rádio (Rádio Difusão Portuguesa, “Conversas em Português”);• Exposição de Fotografia “Detalhes” da autoria de Nelson Turquel;• Cyber Café (Timor Telecom);• Balcão do Banco BNU;• Banca Etimológica (3 palavras por dia em placard).(*)
Visita das Escolas – dias 21, 22 e 23 de Abril - 1º turno: das 9h às 10h15; 2º turno: das 10h30 às 12hØ No local da Feira do Livro• Visita geral à Feira;• Hora do Conto (vários colaboradores);• Atelier de Expressão Plástica (Coordenador: Rui Menezes);•
Atelier de Ilustração de Histórias (Coordenadora: Rute Grilo).
Ø Visita ao Museu da Resistência

Programa sujeito a eventuais alterações

Read more...

Read more...

PR Ramos- Horta regressa a "CASA"

>> 20080416


O presidente de Timor-Leste regressou hoje ao seu país, depois de ter sido alvo de um atentado a 11 de Fevereiro, que quase lhe custou a vida.

O presidente é acompanhado por 24 pessoas, incluindo os embaixadores da Austrália em Dili e de Timor-Leste na Austrália.
O bispo norueguês Gunnar Stalsettgg, o filho Loro Horta, o médico pessoal, Rui Araújo, jornalistas e familiares acompanham também o Presidente de Timor-Leste.


"Por despacho de S.E. O Primeiro Ministro Kay Rala Xanana Gusmão, é concedida tolerância de ponto amanhã, quinta-feira, dia 17 de Abril de 2008, pelo período das 8h00 às 10h30, a todos os funcionários e agentes dos ministérios ou serviços deles dependentes, bem como dos institutos e organismos integrados na administração indirecta do Estado.

Neste dia assinala-se o regresso a Timor-Leste do Presidente da República, José Ramos-Horta, depois de uma ausência de mais de dois meses, determinada pela sua permanência em Dawin, na Austrália, a fim de receber tratamento devido aos graves ferimentos que sofreu durante os atentados do dia 11 de Fevereiro.

O retorno do Presidente da República é motivo de satisfação para o povo de Timor-Leste, que quererá manifestar o seu regozijo pelo seu restabelecimento".

Read more...

TIMOR PROFUNDO...

L I N D O !!!

video

video

Read more...

Nota pessoal

>> 20080410

Por falta de tempo, vou abandonar este blogue. Agradeço a todos. Timor-Leste não vai deixar de ser uma causa pessoal. Merece o empenho dedicado a 100% de muita gente. Da minha parte, merece o que talvez nunca possa vir a conseguir. Interregno.
Solidariedade,
M.

Read more...

Alta dos alimentos causa instabilidade na Ásia, diz ONU

>> 20080408

O aumentos dos preços está tornando os alimentos inacessíveis para muitas famílias de baixa renda, o que pode provocar instabilidade em pelo menos 7 dos 14 países asiáticos em que o Programa Mundial de Alimentos (WFP) da Organização das Nações Unidas (ONU) opera, afirmou hoje o porta-voz da WFP, Paul Risley. "A alta dos preços pode causar instabilidade social e violência, que pode até evoluir para uma instabilidade política em pelo menos sete países da Ásia", disse ele, preferindo não nomear os países.

No entanto, ele afirmou que os países mais prejudicados pelo avanço dos preços dos alimentos são Timor Leste e alguns no sul da Ásia, onde a situação é pior no Afeganistão. (...) As informações são da Dow Jones.

Read more...

Petição pelas crianças

Petição pelo "estabelecimento de medidas sociais, administrativas, legais e judiciais, que realizem o dever de protecção do Estado em relação às crianças confiadas à guarda de instituições, assim como as que assegurem o respeito pelas necessidades especiais da criança"
Imagem do blogue CC&Cª

Leia também a lista exaustiva e actualizada contendo as Referências à Petição em Prol das Crianças Vítimas de Crimes Sexuais na Comunicação Social
---
[Edição quase simultânea em As Vicentinas de Braganza, IaOeOaI e A Sinistra Ministra]

Read more...

Operação «Halibur»

>> 20080406

"Um civil foi morto em Atabae, distrito de Maliana (oeste), a 05 de Abril, depois de atacar com uma catana um tenente das forças que perseguem o grupo de Gastão Salsinha.

(...) e mais duas rendições foram anunciadas hoje em Díli pelo comando da operação de captura do ex-tenente Gastão Salsinha. (Lusa/RTP)

Com estas rendições, o grupo do ex-tenente Salsinha fica reduzido a 18 homens armados, com 16 espingardas HK33, uma «shotgun» de calibre 12, duas espingardas SKS e uma espingarda Mauser, segundo o tenente-coronel Filomeno Paixão. (Diário digital)
Nota sobre a operação "Halibur":

« (...) Na entrevista de hoje [Lusa, 05-04-2008], Xanana Gusmão explicou que a operação "Halibur" teve três objectivos,
  • o primeiro dos quais era "criar um sentimento de dever comum colectivo das duas instituições perante o Estado", referindo-se à Polícia Nacional e às Falintil-Forças de Defesa de Timor Leste.
"Devo dizer que conseguimos. Nunca se pensou que as duas forças, que se andaram a matar uma à outra (em 2006), pudessem depois trabalhar em conjunto dessa maneira", salientou o primeiro-ministro
  • Outro objectivo cumprido pela "Halibur" foi "reganhar contacto com a população, que com dois anos de influência do Reinado e do seu grupo, estava um bocado distanciada das nossas forças".
  • O terceiro objetivo "é exercer pressão sobre o grupo do Salsinha, o que permitiu que alguns elementos se rendessem", acrescentou Xanana Gusmão. (...

Read more...

"Chegou a hora"

>> 20080405

Imagem daqui [evocação: teoria do caos]

Read more...

Escolas online em Timor

>> 20080404

"A Timor Telecom lançou na Escola Portuguesa de Díli um projecto-piloto de ligação à Internet de onze escolas em oito distritos de Timor-Leste.

O teste simbólico do projecto Net Timor foi feito por dois secretários de Estado, João Gomes Cravinho e Virgílio Simith, sentados frente-a-frente em dois computadores no primeiro piso da Escola Portuguesa.

O secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e Cooperação português e o secretário de Estado da Cultura timorense trocaram correio electrónico "a um metro de distância", como referiu João Gomes Cravinho.

O projecto Net Timor fornece Internet a oito escolas e três centros de formação seleccionados para incluir estabelecimentos de gestão pública, privada e da Igreja Católica." (Redacção/Lusa, Agência Ecclesia)

Read more...

Aprender português em Díli

>> 20080401


A escola portuguesa em Díli é um caso de sucesso em Timor-Leste



Mais de meio milhar de alunos apreendem com a ajuda de vários professores, todos eles portugueses. E, numa altura em que se fala de crise nas escolas em Portugal, com problemas entre alunos e professores, na capital timorense tudo parece correr bem e os docentes lusos sentem-se recompensados pelas tarefas que desempenham.
Para já, há aulas até ao 9º ano mas, para o próximo ano, já haverá turmas de 10º ano.

Fonte: Rádio Renascença, Anabela Góis, em Timor

Read more...

  © Blogger template Simple n' Sweet by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP